sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Instalando o Kerkythea Boost 64 Bits

Por Maurício Camargo
Matéria Atualizada em Setembro de 2015.



OBSERVAÇÃO INICIAL:

Para quem está iniciando no Kerkythea é muito melhor iniciar usando o Kerkythea 2008 normal e depois que você já tiver um bom domínio do Kerkythea e precisar renderizar arquivos mais complexos, aí sim você instala a versão Kerkythea 64 bits. Se você está inciando no Kerkythea e for instalar o 64 bits, isso vai prejudicar seus estudos iniciais do programa

Se você já tem bom domínio do programa, já trabalha com ele e quer instalar o KT 64 bits, vamos à matéria abaixo:

Sobre o KT 64 Bits:

Foi lançada a versão Kerkythea Echo Boost 64 Bits, versão a qual muita gente tem dificuldades para instalar corretamente, pois devido ao programa ser totalmente gratuito, muita coisa fica por conta de nós usuários fazermos para ter o programa funcionando corretamente, então nesta matéria vamos aprender a instalar, usar o programa corretamente e também vamos saber tudo sobre ele.

- O que mudou com relação à versão 2008 Echo?

As ferramentas são exatamente as mesmas, e tudo feito do mesmo jeito. A única mudança é que agora temos um programa em 64 Bits e quando temos um programa em versão 64 bits, o programa utiliza de forma muito mais eficaz os recursos das máquinas atuais, então ele consegue renderizar mais rápido e consegue suportar muito mais geometria do que a versão anterior. Só vai realmente sentir diferença de uma versão pra outra quem possuir o Windows 64 bits que é o sistema operacional que aproveita também os recursos dos pcs atuais de forma mais eficaz.

Visualmente praticamente nada mudou, não foi adicionada nenhuma ferramenta, a única mudança foi realmente a otimização da Engine dele, que é um fator muito importante, pois, se você tem um projeto de um condomínio inteiro por exemplo que nao renderizava no KT 2008  devido ao peso , agora tem muito mais chance de renderizar no KT 64 bits, pois ele suporta muito mais complexidade de cálculo, mais geometria, utiliza mais memória ram e consequentemente faz um uso muito melhor do processador.

Sendo assim, minha recomendação pra quem ta iniciando agora no programa, é que faça esta migração do 2008 para o KT 64 bits somente depois que já estiver dominando o programa e caso você esteja conhecendo agora o programa clique no menu do blog em INICIANTES para que você possa aprender a forma correta de iniciar no programa.


COMO INSTALAR?

OBS. Atente para cada detalhe e para a sequência dos procedimentos

Nota: Para Instalar o KT 64 Bits você também precisa ter o KT 2008 instalado em seu PC.

Antes de iniciar as instalações, faça os Downloads abaixo:


Download da versão 2008: clique aqui

Download da versão 64 bits : clique aqui




PROCEDIMENTOS:

1 - DESINSTALAR E INSTALAR NOVAMENTE O KT 2008.

A recomendação do procedimento é para quem já domina o programa, então partiremos do princípio de que você já tenha o Kerkythea instalado em seu computador.

Para Desinstalar o Kerkythea 2008, vá na sua área de trabalho, clique com o Botão Direito no ícone do Kerkythea > Abrir Local do Arquivo e vai aparecer o arquivo Uninstall.exe . e execute este arquivo para desinstalar o KT 2008.

- Agora você vai instalar novamente o Kerkythea 2008, MAS AGORA AO EXECUTAR O INSTALADOR DO KT 2008, VOCÊ VAI ALTERAR O LOCAL PADRÃO DE INSTALAÇÃO.

- Vai instalar O KT 2008 no Drive C: somente e Não Mais em C:\Arquivos de Programas x86

O local da sua Instalação vai ficar assim >> C:\Kerkythea Rendering System

Obs. Até agora não fizemos nada com o arquivo do KT 64 bits, estamos ajustando tudo relativo ao KT 2008 para depois instalar o 64 bits.

Depois de Instalar no novo local o KT 2008, instale no KT 2008 Todas as Bibliotecas de Materiais que você tiver e Todos os Globals que você tiver.

Estando seu KT 2008 instalado em C:\Kerkythea Rendering System com todas as Bibliotecas e Globals ... Agora vamos instalar o KT 64 Bits.




2 - INSTALANDO O KERKYTHEA 64 BITS (Kerkythea-v2.5.2)

Você vai executar o Arquivo Kerkythea-v2.5.2 como administrador (Clicando com o Botão Direito: Executar como administrador),   e vai instalar o programa na pasta C:\Arquivos de Programas\Kerkythea Rendering System.

Sendo assim você terá:

- O Kerkythea 2008 instalado em C:\Kerkythea Rendering System

- Kerkythea 64 Bits Instalado em C:\Arquivos de Programas\Kerkythea Rendering System.




3 - COPIAR OS ARQUIVOS MANUALMENTE DO KT 2008 PARA O KT 64 BITS


Como avisado pelos desenvolvedores, pelo Kerkythea 64 Bits a gente não consegue instalar as bibliotecas nem os globals, e ele também vem sem os motores de Render. Sendo assim para ter programa instalado de forma completa a gente precisa copiar 3 pastas do KT 2008 e colocar na pasta do kt 2011..então você vai na pasta onde você instalou o KT 2008 C:\Kerkythea Rendering System vai selecionar  pressionando o Control simultaneamente 3 pastas: Globals, Material Editor e Render Settings (ver imagem abaixo) vai copiar e colar na Pasta C:\Arquivos de Programas\Kerkythea Rendering System que é onde você instalou o Kerkythea 2011.








4 - SE CERTIFICANDO DE TER INSTALADO O KT 64 BITS.

Agora vá na sua área de trabalho e execute o programa pelo ícone Kerkythea Boost (x64).

Ao abrir o programa a primeira coisa que vc vai perceber é que nada mudou visualmente, inclusive na parte superior continua escrito Kerkythea 2008 Echo Edition, mas se você for no menu em Window > Console Log, ele vai te dar as informações da Engine do Programa e aí você vai se certificar de que realmente é a versão 64 Bits foi instalada conforme a figura abaixo:








Bom Trabalho!!




Por: Maurício Camargo






26 comentários:

Angelica Colombo Ponciano disse...

Boa!
Muito Obrigado! Vai ser mais rápido agora!
Sou uma usuária fiel do Kerkythea!

phc disse...

Já instalei e já estou usando, realmente o tempo de render melhorou muito em media 20% mais rápido. Para ter noção a maquina nem chiou, aquele barulhinho típico de ventoinha acelerada.
Obrigado Prof.

Allexandre Souza disse...

Show de bola..fiz e deu certinho...inclusive um projeto que nao renderizava no 2008 renderizou no 2011. Se eu já era apaixonado pelo Kerkythea, agora estou mais ainda, o sketchup que é pago nao tem uma versão 64 bits, e o kerkythea que é gratuito tem.

Obrigado por mais este ensinamento prof. Maurício.

Marco Aurélio disse...

Parabéns pelo post, agora não tem desculpa, para quem ainda não migrou é uma ótima opção.

tanblogger disse...

Obrigado!

tanblogger disse...

Obrigado!

Sir ArTHuR disse...

Quanto ao tempo confesso que não notei se houve diferença, mas em relação a imagem final ficou muito melhor!
Eu posso deletar o 2008 e ficar usando somente o 2011? E vai ser preciso eu remontar minha biblioteca de materiais e globals, né?

Maurício Camargo disse...

Sir Arthur,

Conforme descrito na matéria, todos os procedimentos de instalação são feitos a partir do 2008, então vc precisa ter os dois Kts na sua máquina, exceto se vc nunca mais for instalar nada nele.

Maurício Camargo disse...

Os Links foram atualizados e já estão funcionando.

Abraços!!

Freeload disse...

Shooww parabéns!!

Unknown disse...

Fiz todo o procedimento e realmente melhorou muito, porém não consegui importar a biblioteca de materiais como explica acima, tentei instalar normalmente pelo programa mas não funciona. Alguma dica ?

Daniely Périco disse...

Ajudou demais! obrigadaaaa !!

Unknown disse...

A pasta das IES posso copiar também?

Marco disse...

Fico para morrer quando a simplicidade me mostra o quanto sou burro às vezes.
Valeu pelas dicas...........

charles silva disse...

Muito obrigado pela ajuda foi de grande importância para mim!!!

charles silva disse...

Parabéns pelo tutorial me ajudou muito.Obrigado

CCJ ENGENHARIA disse...

Fiz o processo direitinho de instalação, porém, ficou muito lento a redenrização. O uso da cpu vai para 100% e possuo um pc muito potente, mas, mesmo assim fica assim, alguma dica?

viktor disse...

não consigo instalar os materiais no 64 bit

Maurício Camargo disse...

CCJ ENGENHARIA, A rapidez na renderização não depende apenas do programa, vc precisa editar corretamente os materiais, as luzes, o motor de render, pois, um ambiente que não estiver com as configurações corretas vai ter um render lento nas máquinas mais tops.

Maurício Camargo disse...

Viktor: Dê uma olhada no Item 3 que está falando exatamente sobre isso.

Abraços.

Agnaldo disse...

Olá!
Antes de tudo, muito obrigado! Segui o passo a passo e funcionou direitinho.
Agora uma dúvida: quando quiser uma nova biblioteca, devo instalá-la pelo 2008 e em seguida transferir somente a biblioteca no interior das pastas?
Eu também nunca criei uma biblioteca a partir do Kerkythea, mas li em algum lugar que é possível. Neste caso (se realmente for possível), eu criaria uma biblioteca local no modelo aberto no 64 boost ou criaria uma biblioteca de parâmetros mais globais no 2008, e que possa ser transferida depois para a versão 64? Desculpe se eu não estiver sendo muito claro, é que estou pensando um pouco mais à frente, em um campo que eu ainda vou explorar...

Um abração!

Claudio Lacerda Belem disse...

Fico perfeito realmente e muita mais rápido e eficaz

Aline Gurgel disse...

Fiz todo o procedimento, mas existe alguns arquivos que não é possível abrir na versão 64bits, diz: the given 3d format can not be opened/saved! O que esta havendo?

Curso de Kerkythea disse...

Olá Aline, Esse problema q vc relatou nao tem relação com a versão do Kerkythea. Geralmente acontece quando tem alguma textura muito pesada ou um número grande de texturas pesadas na cena. Pra solucionar isso precisa redimensionar em um editor de imagem as textura ou as texturas usadas no projeto para que as mesmas fiquem mais leves. Já recebi bastante relatos com este problema e em todos foi problema de peso de textura.

Olivia PenA disse...

Muitissimo obrigada por sua dedicação em nos ensinar passo a passo.
Estava com um grande problema de não conseguir renderizar projetos com paisagismo devido à complexidade, agora deu certo. Nem sei como agradecer. Deus abençoe.

Eduardo Fuente disse...

AGRADEÇO MUITO PELA FORÇA E PELO SEU ÓTIMO TRABALHO MUITO GRATO

Postar um comentário